O Tombense entrou em campo com 7 pontos para enfrentar o Araxá, com 11 pontos e já com vaga garantida na 1ª Divisão do Mineiro. O jeito era empatar, mas melhor mesmo era vencer.

Em outra partida, o Ipatinga (com 5 pontos) enfrentava o Mamoré (com 4 pontos), no “Ipatingão”, no mesmo horário, se ele ganhasse e o Tombense perdesse, adeus subida para o time desta região de Minas. Mas não foi isso que aconteceu. Em uma partida muito disputada, o Araxá não deu moleza, fez o primeiro aos 13 minutos do 1º tempo o camisa 9, Tiago Pereira. Ainda no primeiro tempo, aos 33 minutos, Zotte empata e termina assim.

No segundo tempo, o Tombense deu um show em campo, bombardeou o Araxá, mas o Ganso do Alto Paranaíba, não estava cansado, sempre chegava com muito perigo. A definição de um jogo tenso só veio aos 38 e saiu do talento do zagueiro Léo Alemão, camisa 3, que desempatou e assegurou o acesso do Tombense para a 1ª Divisão do Mineiro. O Estádio lotado com torcedores de toda a região foi testemunha deste momento histórico.

Nossa reportagem conversou com o presidente Lanne Gaviolle e com o técnico Toninho Cajuru antes, na virada do primeiro tempo e no final do jogo, e a expectativa era muito boa. “É histórico para esse público, para toda a região e para esta cidade de 10.000 habitantes. Este ano houve mais  investimento, maior clima e a região vestiu a camisa do Tombense e agradeço desde já esta influência” me disse Lanne, e quanto a Muriaé ele disse: “tenho bons amigos em Muriaé, como o Dorneles, o presidente do Nacional e com certeza o Nacional também vai chegar a 1ª Divisão. Obrigado pelo seu apoio”, disse o presidente que vibra com o futebol, se envolve diretamente fazendo o corpo a corpo.

No apito Alício Pena Júnior com excelente atuação.   O TOMBENSE CHEGA A 1ª DIVISÃO COM: 1. Fábio; 2. Marcos; 3. Léo Alemão; 4. Julio Bastos e  6. Beto – 8. Rafimar; 5. Alix e 7. Zotte – 10. Felipe; 11. Tiago Azulão e 9. Dudu. Estádio: Antônio Guimarães de Almeida. Arbitragem: Alício Pena Júnior e auxiliares: Marcelo Francisco dos Reis; Junior Antônio da Silva e Felipe Souza Maggi

Deixe uma resposta